Secretaria Municipal de Educação de Goiânia: Processo de matrículas para CMEIs começa na próxima terça-feira, 11

Solicitação de vagas, conforme anunciado pelos gestores da SME Goiânia em coletiva de imprensa, ocorrerá exclusivamente pela internet

Em coletiva de imprensa realizada pela Prefeitura de Goiânia nesta sexta-feira (7/1), o secretário municipal de Educação da capital, Wellington Bessa, anunciou a abertura de matrículas para a Educação Infantil da Rede Municipal de Educação. Na ocasião, foi reforçado o quantitativo de vagas ofertadas para atender as famílias goianienses. De 9.927 vagas disponíveis para a Educação Infantil, 6.387 serão destinadas para creches, que compreendem a faixa etária de 6 meses a 3 anos de idade. As demais vagas contemplarão crianças de 4 e 5 anos na pré-escola.

Também foram ressaltadas melhorias para a Educação em 2022, como a ampliação de vagas em Cmeis, a reforma das unidades educacionais, a inauguração de novas instituições de ensino e o andamento do programa Aprender Sempre, que foi planejado para fortalecer o desenvolvimento de habilidades essenciais dos estudantes nas áreas de língua portuguesa e matemática. Além desses investimentos, foi informado também sobre a entrega de kits de uniformes aos estudantes da rede. Os kits serão compostos por camisetas, bermudas, calças, calçados e outros materiais escolares.

“Dessa forma, a gestão do prefeito Rogério Cruz demonstra seu comprometimento com a melhoria na qualidade do atendimento às famílias e aos estudantes. Para 2022 preparamos uma série de avanços tecnológicos, como o Conecta Educação, que está implantando o reconhecimento facial nas escolas. Além disso, estamos preparados para o retorno seguro das atividades”, afirmou Wellington Bessa. 

Em seguida, o secretário explicou sobre o processo de matrícula e afirmou que a solicitação de vaga deverá ser feita pelo site sme.goiania.go.gov.br, a partir das 8 horas da manhã do dia 11 de janeiro. Caso não haja vaga disponível na opção desejada, o responsável pela criança poderá escolher outras duas instituições para a fila de espera e o sistema sinalizará outras instituições que atendam a turma e a modalidade indicadas, preferencialmente na região onde as famílias residem.

Retorno seguro das aulas

A coletiva de imprensa foi acompanhada também pela superintendente de Gestão da Rede e Inovação Educacional, Debora da Silva Quixabeira, e pelo diretor pedagógico da SME, Azésio Barreto Sobrinho, que destacaram a parceria entre a SME e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para o retorno seguro das atividades. Técnicos das duas pastas avaliam diariamente o cenário de transmissão da Covid-19 em Goiânia. 

Atualmente, a gestão municipal segue a Nota Técnica Nº 11/2021, publicada em 04 de novembro de 2021, que autoriza o ensino presencial na capital. As unidades de ensino estarão abertas para ações internas e de planejamento com o coletivo de servidores entre os dias 17 e 18 de janeiro. Já o retorno das atividades presenciais dos estudantes nas instituições começa no dia 19 de janeiro. 

Na oportunidade, os gestores falaram sobre a importância do ensino presencial, sobretudo por conta dos prejuízos ocasionados nos primeiros dois anos de pandemia. Estudos e avaliações diagnósticas realizadas pela SME apontaram defasagens no ensino dos estudantes. “Na pandemia foi apontado baixa efetividade no aprendizado dos estudantes e, por isso, lançamos o Aprender Sempre e o Alfabetização em Foco para recuperar as aprendizagens. Não vamos deixar ninguém para trás e, juntos, iremos construir a melhor educação do país”, afirmou o diretor pedagógico da SME, Azésio Barreto Sobrinho. 

Posteriormente, os gestores reforçaram que para 2022 permanecem os principais protocolos de biossegurança seguidos à risca em 2021 pelas escolas e Cmeis de Goiânia, como a higienização frequente e correta das mãos, uso e troca de máscara durante o período de permanência nas instituições, o não compartilhamento de objetos pessoais e a manutenção de ambientes arejados por ventilação natural.

Por Jenhiffer Medeiros, da editoria de Educação da Prefeitura de Goiânia

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás